terça-feira, 5 de julho de 2011

Um ano para pensar

E chego à altura de candidaturas para o Mestrado e volto a não saber o que quero. Vai ser fácil de explicar aos meus pais, com certeza.

Nenhum comentário: