sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

2010

Chega o final do ano e eu, proprietária de um blogue, tenho a obrigação de fazer um balançozinho (não tenho obrigação, mas apetece-me):

Bem, 2010 deve ter sido o ano mais eufórico e feliz de toda a minha vida e, ao mesmo tempo, o mais nostálgico. Posso dividir o ano em primeiro e segundo semestre, uma vez que a minha vida mudou completamente de um semestre para o outro.

Então, vejamos as coisas que fiz em 2010: (tenho a certeza que esta lista vai continuar em actualização, no mínimo, até meio de Janeiro, que é a altura que vou deixar de me lembrar de coisas deste ano):

- Fiz Erasmus em Itália. Este foi, sem dúvida, o ponto alto de 2010. Itália era um país que queria conhecer, e ter a oportunidade de ir para lá estudar foi o melhor que me podia ter acontcido.

- Viajei muito muito muito. No espaço de 3 semanas, estive em Portugal, em Espanha, em Itália e na Eslovénia.

- Conheci Itália de lés-a-lés (vá, abaixo de Roma não fui). Conheci Ravenna, Lugo, Bologna, Veneza, Verona, Milão, Lago di Como, Siena, Pisa, Florença, Roma, Imola, Ferrara, San Marino, Catollica, Gradara. Veneza, Verona, Florença e Milão visitei duas vezes.

- Conheci a Eslovénia. Estive em Ljubljana e Bled (e não há muito mais para conhecer).

- Bebi, praticamente sozinha, quase um garrafa de vodka (Supermaaaann!!!) e fiquei completamente sóbria. Não percebo como, mas juro que aconteceu.

- Aprendi o que é calimocho (e que bom que é...:)

- Aprendi a cozinhar algo mais do que massa.

- Comi o melhor chocolate da minha vida.

- Comi a melhor pasta, a melhor pizza, o melhor capuccino, o melhor gelado de sempre.

- Conheci pessoas de todo o lado (assim de repente posso lembrar-me de brasileiros, gregos, espanhóis, belgas, franceses, checos, mexicanos, eslovenos, polacos, finlandeses, macedónios, sérvios, and so on).

- Engordei que me fartei (dizer que engordei 6 ou 7 quilos é pouco).

- Perdi os quilinhos a mais que ganhei em Itália (e mais alguns).

- Tive muito orgulho de dois primos: um entrou para a faculdade, após uns anos a dizer que não queria ir. E outro tornou-se jogador oficial do PokerStars ( o que para a família não é motivo de muito orgulho, alguém "viver do jogo", mas é o que ele gosta de fazer e é muito bom nisso (caso contrário não tinha integrado a equipa).

- Os anúncios do Pingo Doce despertam sentimentos em mim que nunca pensei possíveis (e não são bons).

- Comprei uma máquina de fazer pão e usei-a até à exaustão.

- Descobri que gosto de cozinhar (e até tenho muito jeito ahah).

- Tornei-me mais forreta. Ter de "governar" a casa em Itália, fez-me pensar de outra forma.

- Abandonei o blogue durante meses demais, mas nunca deixei de ler os vossos blogues, e isto é verdade :)

- Vi filmes e séries até dizer chega.

- Voltei a escrever no blogue.

- Usei muitoo o facebook (e apesar dos últimos posts, gosto do facebook, só não entendo é algumas atitudes de quem o usa também:))

- Tive muitas muitas saudades dos meus pais e dos meus amigos.

- Tive desilusões com mais do que uma pessoa que considerava amigo, que foram um murro no estômago, que nem vos digo.

- Acabei o curso.

- Não continuei os estudos.

- Fiquei sem saber o que fazer da vida.

- Fui a entrevistas de emprego/estágio.

- Ninguém quis os meus serviços.

- Comecei um curso de Espanhol (já vos disse que não gosto nada daquilo?).

- Estive 3 semanas no Algarve e já não podia com aquilo.

- O ponto alto dessas 3 semanas foi ter encontrado uns italianos e ter saído com eles nas noites seguintes, o que deu para praticar o meu italiano.

- Voltei a perceber, pela milésima vez, que os meus verdadeiros amigos são aqueles que me acompanham há mais de 15 anos. Os outros acabam sempre por me desiludir...

- Não tive espírito natalício. Nenhum, nunca vi tal coisa.

- Ao fim de 21 anos, foi a primeira vez que não recebi um pijama de prenda de Natal.

- Li muito, muito, muito.

- Passei 14 horas sozinha no aeroporto de Madrid, durante a noite.

- Viajei muitooo de avião. Para mim, 9 viagens, são muitas viagens eheh.

- Fiz milhares (sim, milhares) de km de comboio. Só na altura em que os meus pais estiveram em Itália, fiz, pelo menos, 2500 km, em 5 dias.

- Fiz muitos quilómetros a pé, de mochila às costas.

- Irritei-me muito com os meus pais, discuti muito com eles, sem eles terem culpa nenhuma.

- Vi o meu primo ir viver para a Suíça (a minha mãe ficou inconsolável, eu só penso que é mais um destino turístico :)).

- Fiz couchsurfing.

- Dormi no lugar mais sujo de sempre (resultado do ponto acima).

- Doei sangue apenas uma vez (geralmente dou três vezes por ano).

- Tornei-me dadora de medula óssea.

- Dei uma prenda a uma criança que não conhecia de lado nenhum, naquela iniciativa do "Exército de Salvação Nacional".

- Comprei prendas de Natal no próprio dia.

- Ainda não comprei todas as prendas de Natal.

- Voltei a Itália, na altura mais bonita do ano, no Natal.

- Vi os Xutos e Pontapés pela milésima vez na vida.

- Não fui a nenhum festival de Verão :(

- Chorei como um bebé no aeroporto de Milão.

- Assisti à celebração dos 25 anos de casados dos meus pais e pensei que é isto que quero para mim.

- Dormi na Pousada do Palácio do Freixo e gostei muito.

- Entrei em depressão Pós-Erasmus e só queria era voltar.

- Fiz um workshop de Comunicação Eficaz.

- Dei um tombo de bicicleta em Itália, que nem é bom lembrar.

- Um dos meus melhores amigos esqueceu-se do meu aniversário.
E por agora já chega, porque ninguém vai ler isto até ao fim!

Desejo-vos a todos um óptimo 2011, e todas aquelas coisas bonitas que se desejam nesta altura. E agora, vou até ali ao Gerês para entrar no novo ano, volto no Domingo :)

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Este também deve achar que é muito bom...

... detesto estas atitudes de vedeta. Custava muito ter sido educado, dizer que agradecia que respeitassem a privacidade dele? Por amor de Deus, ainda deve estar inchado de ter ficado em segundo lugar este ano...

Enquanto preparo um post muito bonito sobre 2010 (e vou espreitando o bolo rei, que está no forno e fui EU quem fez)

percebi duas coisas:

- os meus últimos posts foram sobre o facebook. O que é que isso diz sobre mim?

- O meu blogue é cor-de-rosa. Eu não gosto de cor-de-rosa. O que é que isso diz sobre mim?

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

A ver se alguém concorda comigo

Quando alguém coloca alguma coisa no facebook (seja uma foto, um link de qualquer coisa, seja uma citação), é porque gosta, certo? Então porque é que as pessoas que colocam as coisas nos seus perfis clicam em "gosto disto" naquilo que postaram?

Às vezes, parece que temos 70 anos

Ontem à noite, em conversa com uns amigos, um deles dizia-nos que tinha recebido uma proposta para trabalhar em Angola, na área dele. Iria receber muitas regalias, entre elas "três contos por dia para almoçar e quinze contos de telemóvel". Deu-nos uma vontade de rir ao ouvir aquilo... Quer dizer, o Euro já está bem enraizado no nosso dia a dia, e se por vezes fazemos conversões mentais de euros para escudos, não dizemos "aquele livro custa cinco contos" ahah

domingo, 26 de dezembro de 2010

Só uma pequena questãozinha,..

... para que raio serve a funcionalidade dos "toques" no facebook? É que tenho a informação de várias pessoas que me deram toques, mas não percebo o sentido da coisa... Faz-me lembrar quando era mais nova e não havia mensagens de graça e  nós enviávamos toques uns aos outros ahah até me lembro de ter um "detector" colado no telemóvel, que piscava quando estava a receber uma chamada! Alguém se lembra disso?:)

sábado, 25 de dezembro de 2010

Começo por pedir desculpas por nem ter cá vindo desejar um bom Natal, mas foi realmente complicado gerir o dia de ontem, tantas eram as coisas para fazer! Ter mais de dez pessoas cá em casa põe os nervos da minha mãe em franja, e parece que está a preparar o banquete de um casamento real, tanto é o stress :) Mas claro, no final do dia, o que importa é a família reunida e acaba sempre tudo por correr bem.

Espero que tenham tido um óptimo Natal (e que ainda o estejam a ter), melhor do que o meu (este ano o espírito natalício não foi muito), que tenham comido muitas coisas boas e que tenham aproveitado o tempo em família. Ah, e que tenham gostado dos vossos presentes :)
Este ano o meu Natal foi um pouco diferente, já que a mãe do namorado da minha tia veio cá passar o Natal, e visto que ela é de Lisboa, pelo menos as doçarias foram mais diversificadas eheh além do facto de os meus avós também terem vindo cá passar o Natal e termos estado a ver "O Nata ldos Hospitais" durante a tarde, coisa que eles adoram e NUNCA ninguém vê cá em casa :)

Bem, continuação de um óptimo Natal!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

E agora fico sem saber o que responder...

a... os meus melhores amigos são meus amigos, no mínimo, há seis/ sete anos. E os quatro que considero os meus melhores amigos de sempre são-nos desde que nasci. Contudo, de há uns tempos para cá, um deles tem-me desiludido um pouco e temo-nos afastado... Mal nos falámos, e quando falámos é só para perguntar se está tudo bem (eu pergunto-lhe a ele, porque ele tem sempre muitas coisas da faculdade para fazer que nem tem tempo de me perguntar nada). Eu percebo que ele tem uma vida muito ocupada (está no quarto ano do curso de Direito e é jogador de uma equipa da primeira divisão profissional de um desporto), mas acho que de vez em quando não custava nada ligar-me ou enviar-me uma mensagem para saber como estou. Porque já sei que se eu não mandar nada, ele também não diz nada (já fiz essa experiência, se eu não lhe disser nada, ele nada diz).

Por tudo isto, este ano decidi que não lhe ia comprar nada no Natal, para mim não fazia sentido. E agora, há cerca de dez minutos, recebi uma mensagem dele que dizia Espero que tenhas comprado a minha prenda*. Posto isto, digo o quê?

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

A dia 22 do mês de Dezembro...

... ainda não temos árvore de Natal e faltam prendas importantes. Ai...

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Tenho neste momento 7 rapazes a falar comigo no facebook,

todos conhecem o meu namorado e nenhum me dá uma ideia para uma prenda. Isto este ano vai correr bem...

Esta tenho de partilhar

Estava agora no facebook, quando um ex-colega do infantário vem falar comigo. Depois do habitual "como estás" vem o "donde (sim, donde) teclas?". 
Pormenor: vivemos na mesma cidade e vê-mo-nos muitas vezes.

Ritornata d'Italia...

... Ai que saudades que eu tinha da "minha" cidade! Como dizia a Kahbka num comentário abaixo, eu senti uma melancolia enorme, mas consegui aproveitar bem o tempo que lá passei e ter a certeza que um dia ainda vou voltar a viver lá. Quero tantooo!

Entretanto, deixo-vos com algumas imagens da cidade, com neve e toda enfeitada para o Natal :)













quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Escrevo-vos enquanto acabo de fazer a mala

Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. 

E é isto. Até Domingo!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

A 11 dias do Natal...



...devo ser a única pessoa que conheço que ainda não fez a árvore de Natal. E visto que amanhã vou para Itália e volto no Domingo, pelo menos até dia 19 não há árvore para ninguém...

domingo, 12 de dezembro de 2010

Um bom domingo...

... é passar a manhã no StockMarket (o do ano passado foi bem melhor!) e passar a tarde e a noite enroscada no sofá com a lareira acesa...

sábado, 11 de dezembro de 2010

Estou a dar em doida

Há uns tempos, escrevi aqui no blogue que não sabia o que seria a minha vida depois de voltar de Erasmus; se entraria em Mestrado, em estágio ou gap year. Pois, a verdade é que não entrei em Mestrado porque quando me decidi relativamente ao que queria, percebi que este não abria a segunda fase e aquele em que entrei não era o que mais gostava. Também não estou em estágio, porque as instituições não me acolhem para estágio profissional. Tenho ido a entrevistas (para isso, um post futuro), que não dão em nada. Estou a ficar louca em casa, discuto com toda a gente, e a única coisa que me safa é o curso de Espanhol duas vezes por semana.
Já alguém passou por uma situação semelhante? Eu sei que não é suposto as pessoas terminarem a licenciatura e arranjarem emprego (eu sabia que isso não ia acontecer), mas não percebo como é que há gente que não se importa de estar em casa sem fazer nada!!!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010


Pois é, e hoje uma das minhas bandas portuguesas preferidas de sempre anunciaram o fim. Fiquei muito triste, já não me lembro quantas vezes os vi ao vivo. Mas pode ser que tenham na manga outros projectos...

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Voltar a escrever no blogue

A última vez que escrevi no blogue ainda estava em Itália. Eram os últimos quinze dias naquele país e eu, além de andar sempre de jantar em jantar e de despedida em despedida, tinha o portátil avariado. Usava, por isso, o da A. E visto que este blogue é privado, e ninguém sabe da sua existência, era complicado actualizá-lo num computador que não fosse o meu.

Entretanto, o Erasmus terminou e voltei a Portugal. Entrei em "depressão pós-Erasmus", o regresso foi muito complicado, pois só queria voltar para lá. Achei que não tinha nada para aqui escrever, porque nos últimos tempos só escrevia sobre Itália no blogue, e quando voltei a Portugal custava-me escrever sobre isso. Pode parecer parvo, mas penso que quem estudou fora (seja fora de Portugal ou mesmo fora da sua cidade natal) pode perceber o que estou a dizer. 

Enfim, tudo isto para dizer que agora já me sinto capaz de voltar a escrever e continuar a registar algumas aventuras que vivi em Itália e que não contei na altura, e outras coisas. Ou seja, vou recomeçar a escrever sobre o que me apetecer e quando me apetecer.

Ah, e aproveito para dizer que, apesar de não ter escrito durante este tempo todo, continuei a acompanhar os vossos blogues diariamente, através do Google Reader :)

terça-feira, 7 de dezembro de 2010