sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

2010

Chega o final do ano e eu, proprietária de um blogue, tenho a obrigação de fazer um balançozinho (não tenho obrigação, mas apetece-me):

Bem, 2010 deve ter sido o ano mais eufórico e feliz de toda a minha vida e, ao mesmo tempo, o mais nostálgico. Posso dividir o ano em primeiro e segundo semestre, uma vez que a minha vida mudou completamente de um semestre para o outro.

Então, vejamos as coisas que fiz em 2010: (tenho a certeza que esta lista vai continuar em actualização, no mínimo, até meio de Janeiro, que é a altura que vou deixar de me lembrar de coisas deste ano):

- Fiz Erasmus em Itália. Este foi, sem dúvida, o ponto alto de 2010. Itália era um país que queria conhecer, e ter a oportunidade de ir para lá estudar foi o melhor que me podia ter acontcido.

- Viajei muito muito muito. No espaço de 3 semanas, estive em Portugal, em Espanha, em Itália e na Eslovénia.

- Conheci Itália de lés-a-lés (vá, abaixo de Roma não fui). Conheci Ravenna, Lugo, Bologna, Veneza, Verona, Milão, Lago di Como, Siena, Pisa, Florença, Roma, Imola, Ferrara, San Marino, Catollica, Gradara. Veneza, Verona, Florença e Milão visitei duas vezes.

- Conheci a Eslovénia. Estive em Ljubljana e Bled (e não há muito mais para conhecer).

- Bebi, praticamente sozinha, quase um garrafa de vodka (Supermaaaann!!!) e fiquei completamente sóbria. Não percebo como, mas juro que aconteceu.

- Aprendi o que é calimocho (e que bom que é...:)

- Aprendi a cozinhar algo mais do que massa.

- Comi o melhor chocolate da minha vida.

- Comi a melhor pasta, a melhor pizza, o melhor capuccino, o melhor gelado de sempre.

- Conheci pessoas de todo o lado (assim de repente posso lembrar-me de brasileiros, gregos, espanhóis, belgas, franceses, checos, mexicanos, eslovenos, polacos, finlandeses, macedónios, sérvios, and so on).

- Engordei que me fartei (dizer que engordei 6 ou 7 quilos é pouco).

- Perdi os quilinhos a mais que ganhei em Itália (e mais alguns).

- Tive muito orgulho de dois primos: um entrou para a faculdade, após uns anos a dizer que não queria ir. E outro tornou-se jogador oficial do PokerStars ( o que para a família não é motivo de muito orgulho, alguém "viver do jogo", mas é o que ele gosta de fazer e é muito bom nisso (caso contrário não tinha integrado a equipa).

- Os anúncios do Pingo Doce despertam sentimentos em mim que nunca pensei possíveis (e não são bons).

- Comprei uma máquina de fazer pão e usei-a até à exaustão.

- Descobri que gosto de cozinhar (e até tenho muito jeito ahah).

- Tornei-me mais forreta. Ter de "governar" a casa em Itália, fez-me pensar de outra forma.

- Abandonei o blogue durante meses demais, mas nunca deixei de ler os vossos blogues, e isto é verdade :)

- Vi filmes e séries até dizer chega.

- Voltei a escrever no blogue.

- Usei muitoo o facebook (e apesar dos últimos posts, gosto do facebook, só não entendo é algumas atitudes de quem o usa também:))

- Tive muitas muitas saudades dos meus pais e dos meus amigos.

- Tive desilusões com mais do que uma pessoa que considerava amigo, que foram um murro no estômago, que nem vos digo.

- Acabei o curso.

- Não continuei os estudos.

- Fiquei sem saber o que fazer da vida.

- Fui a entrevistas de emprego/estágio.

- Ninguém quis os meus serviços.

- Comecei um curso de Espanhol (já vos disse que não gosto nada daquilo?).

- Estive 3 semanas no Algarve e já não podia com aquilo.

- O ponto alto dessas 3 semanas foi ter encontrado uns italianos e ter saído com eles nas noites seguintes, o que deu para praticar o meu italiano.

- Voltei a perceber, pela milésima vez, que os meus verdadeiros amigos são aqueles que me acompanham há mais de 15 anos. Os outros acabam sempre por me desiludir...

- Não tive espírito natalício. Nenhum, nunca vi tal coisa.

- Ao fim de 21 anos, foi a primeira vez que não recebi um pijama de prenda de Natal.

- Li muito, muito, muito.

- Passei 14 horas sozinha no aeroporto de Madrid, durante a noite.

- Viajei muitooo de avião. Para mim, 9 viagens, são muitas viagens eheh.

- Fiz milhares (sim, milhares) de km de comboio. Só na altura em que os meus pais estiveram em Itália, fiz, pelo menos, 2500 km, em 5 dias.

- Fiz muitos quilómetros a pé, de mochila às costas.

- Irritei-me muito com os meus pais, discuti muito com eles, sem eles terem culpa nenhuma.

- Vi o meu primo ir viver para a Suíça (a minha mãe ficou inconsolável, eu só penso que é mais um destino turístico :)).

- Fiz couchsurfing.

- Dormi no lugar mais sujo de sempre (resultado do ponto acima).

- Doei sangue apenas uma vez (geralmente dou três vezes por ano).

- Tornei-me dadora de medula óssea.

- Dei uma prenda a uma criança que não conhecia de lado nenhum, naquela iniciativa do "Exército de Salvação Nacional".

- Comprei prendas de Natal no próprio dia.

- Ainda não comprei todas as prendas de Natal.

- Voltei a Itália, na altura mais bonita do ano, no Natal.

- Vi os Xutos e Pontapés pela milésima vez na vida.

- Não fui a nenhum festival de Verão :(

- Chorei como um bebé no aeroporto de Milão.

- Assisti à celebração dos 25 anos de casados dos meus pais e pensei que é isto que quero para mim.

- Dormi na Pousada do Palácio do Freixo e gostei muito.

- Entrei em depressão Pós-Erasmus e só queria era voltar.

- Fiz um workshop de Comunicação Eficaz.

- Dei um tombo de bicicleta em Itália, que nem é bom lembrar.

- Um dos meus melhores amigos esqueceu-se do meu aniversário.
E por agora já chega, porque ninguém vai ler isto até ao fim!

Desejo-vos a todos um óptimo 2011, e todas aquelas coisas bonitas que se desejam nesta altura. E agora, vou até ali ao Gerês para entrar no novo ano, volto no Domingo :)

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Este também deve achar que é muito bom...

... detesto estas atitudes de vedeta. Custava muito ter sido educado, dizer que agradecia que respeitassem a privacidade dele? Por amor de Deus, ainda deve estar inchado de ter ficado em segundo lugar este ano...

Enquanto preparo um post muito bonito sobre 2010 (e vou espreitando o bolo rei, que está no forno e fui EU quem fez)

percebi duas coisas:

- os meus últimos posts foram sobre o facebook. O que é que isso diz sobre mim?

- O meu blogue é cor-de-rosa. Eu não gosto de cor-de-rosa. O que é que isso diz sobre mim?

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

A ver se alguém concorda comigo

Quando alguém coloca alguma coisa no facebook (seja uma foto, um link de qualquer coisa, seja uma citação), é porque gosta, certo? Então porque é que as pessoas que colocam as coisas nos seus perfis clicam em "gosto disto" naquilo que postaram?

Às vezes, parece que temos 70 anos

Ontem à noite, em conversa com uns amigos, um deles dizia-nos que tinha recebido uma proposta para trabalhar em Angola, na área dele. Iria receber muitas regalias, entre elas "três contos por dia para almoçar e quinze contos de telemóvel". Deu-nos uma vontade de rir ao ouvir aquilo... Quer dizer, o Euro já está bem enraizado no nosso dia a dia, e se por vezes fazemos conversões mentais de euros para escudos, não dizemos "aquele livro custa cinco contos" ahah

domingo, 26 de dezembro de 2010

Só uma pequena questãozinha,..

... para que raio serve a funcionalidade dos "toques" no facebook? É que tenho a informação de várias pessoas que me deram toques, mas não percebo o sentido da coisa... Faz-me lembrar quando era mais nova e não havia mensagens de graça e  nós enviávamos toques uns aos outros ahah até me lembro de ter um "detector" colado no telemóvel, que piscava quando estava a receber uma chamada! Alguém se lembra disso?:)

sábado, 25 de dezembro de 2010

Começo por pedir desculpas por nem ter cá vindo desejar um bom Natal, mas foi realmente complicado gerir o dia de ontem, tantas eram as coisas para fazer! Ter mais de dez pessoas cá em casa põe os nervos da minha mãe em franja, e parece que está a preparar o banquete de um casamento real, tanto é o stress :) Mas claro, no final do dia, o que importa é a família reunida e acaba sempre tudo por correr bem.

Espero que tenham tido um óptimo Natal (e que ainda o estejam a ter), melhor do que o meu (este ano o espírito natalício não foi muito), que tenham comido muitas coisas boas e que tenham aproveitado o tempo em família. Ah, e que tenham gostado dos vossos presentes :)
Este ano o meu Natal foi um pouco diferente, já que a mãe do namorado da minha tia veio cá passar o Natal, e visto que ela é de Lisboa, pelo menos as doçarias foram mais diversificadas eheh além do facto de os meus avós também terem vindo cá passar o Natal e termos estado a ver "O Nata ldos Hospitais" durante a tarde, coisa que eles adoram e NUNCA ninguém vê cá em casa :)

Bem, continuação de um óptimo Natal!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

E agora fico sem saber o que responder...

a... os meus melhores amigos são meus amigos, no mínimo, há seis/ sete anos. E os quatro que considero os meus melhores amigos de sempre são-nos desde que nasci. Contudo, de há uns tempos para cá, um deles tem-me desiludido um pouco e temo-nos afastado... Mal nos falámos, e quando falámos é só para perguntar se está tudo bem (eu pergunto-lhe a ele, porque ele tem sempre muitas coisas da faculdade para fazer que nem tem tempo de me perguntar nada). Eu percebo que ele tem uma vida muito ocupada (está no quarto ano do curso de Direito e é jogador de uma equipa da primeira divisão profissional de um desporto), mas acho que de vez em quando não custava nada ligar-me ou enviar-me uma mensagem para saber como estou. Porque já sei que se eu não mandar nada, ele também não diz nada (já fiz essa experiência, se eu não lhe disser nada, ele nada diz).

Por tudo isto, este ano decidi que não lhe ia comprar nada no Natal, para mim não fazia sentido. E agora, há cerca de dez minutos, recebi uma mensagem dele que dizia Espero que tenhas comprado a minha prenda*. Posto isto, digo o quê?

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

A dia 22 do mês de Dezembro...

... ainda não temos árvore de Natal e faltam prendas importantes. Ai...

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Tenho neste momento 7 rapazes a falar comigo no facebook,

todos conhecem o meu namorado e nenhum me dá uma ideia para uma prenda. Isto este ano vai correr bem...

Esta tenho de partilhar

Estava agora no facebook, quando um ex-colega do infantário vem falar comigo. Depois do habitual "como estás" vem o "donde (sim, donde) teclas?". 
Pormenor: vivemos na mesma cidade e vê-mo-nos muitas vezes.

Ritornata d'Italia...

... Ai que saudades que eu tinha da "minha" cidade! Como dizia a Kahbka num comentário abaixo, eu senti uma melancolia enorme, mas consegui aproveitar bem o tempo que lá passei e ter a certeza que um dia ainda vou voltar a viver lá. Quero tantooo!

Entretanto, deixo-vos com algumas imagens da cidade, com neve e toda enfeitada para o Natal :)













quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Escrevo-vos enquanto acabo de fazer a mala

Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. Vou regressar a Itália. 

E é isto. Até Domingo!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

A 11 dias do Natal...



...devo ser a única pessoa que conheço que ainda não fez a árvore de Natal. E visto que amanhã vou para Itália e volto no Domingo, pelo menos até dia 19 não há árvore para ninguém...

domingo, 12 de dezembro de 2010

Um bom domingo...

... é passar a manhã no StockMarket (o do ano passado foi bem melhor!) e passar a tarde e a noite enroscada no sofá com a lareira acesa...

sábado, 11 de dezembro de 2010

Estou a dar em doida

Há uns tempos, escrevi aqui no blogue que não sabia o que seria a minha vida depois de voltar de Erasmus; se entraria em Mestrado, em estágio ou gap year. Pois, a verdade é que não entrei em Mestrado porque quando me decidi relativamente ao que queria, percebi que este não abria a segunda fase e aquele em que entrei não era o que mais gostava. Também não estou em estágio, porque as instituições não me acolhem para estágio profissional. Tenho ido a entrevistas (para isso, um post futuro), que não dão em nada. Estou a ficar louca em casa, discuto com toda a gente, e a única coisa que me safa é o curso de Espanhol duas vezes por semana.
Já alguém passou por uma situação semelhante? Eu sei que não é suposto as pessoas terminarem a licenciatura e arranjarem emprego (eu sabia que isso não ia acontecer), mas não percebo como é que há gente que não se importa de estar em casa sem fazer nada!!!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010


Pois é, e hoje uma das minhas bandas portuguesas preferidas de sempre anunciaram o fim. Fiquei muito triste, já não me lembro quantas vezes os vi ao vivo. Mas pode ser que tenham na manga outros projectos...

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Voltar a escrever no blogue

A última vez que escrevi no blogue ainda estava em Itália. Eram os últimos quinze dias naquele país e eu, além de andar sempre de jantar em jantar e de despedida em despedida, tinha o portátil avariado. Usava, por isso, o da A. E visto que este blogue é privado, e ninguém sabe da sua existência, era complicado actualizá-lo num computador que não fosse o meu.

Entretanto, o Erasmus terminou e voltei a Portugal. Entrei em "depressão pós-Erasmus", o regresso foi muito complicado, pois só queria voltar para lá. Achei que não tinha nada para aqui escrever, porque nos últimos tempos só escrevia sobre Itália no blogue, e quando voltei a Portugal custava-me escrever sobre isso. Pode parecer parvo, mas penso que quem estudou fora (seja fora de Portugal ou mesmo fora da sua cidade natal) pode perceber o que estou a dizer. 

Enfim, tudo isto para dizer que agora já me sinto capaz de voltar a escrever e continuar a registar algumas aventuras que vivi em Itália e que não contei na altura, e outras coisas. Ou seja, vou recomeçar a escrever sobre o que me apetecer e quando me apetecer.

Ah, e aproveito para dizer que, apesar de não ter escrito durante este tempo todo, continuei a acompanhar os vossos blogues diariamente, através do Google Reader :)

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Itália - Paraguai

Acabei de vir da Piazza del Popolo, onde assisti ao jogo de Itália. O que concluí foi que há gente muito burra. A mesma rapariga (nos seus 16 anos), disse estas duas pérolas:

- Quanto está o jogo?, perguntou ela.
- 1 a 1., respondeu o amigo.
- Para nós?, perguntou ela de novo.

- O Paraguai é onde? É em África, não é?

Como diria o Barney, True Story.
P.S. A ausência justifica-se pela viagem à Eslovénia e, logo de seguida, a Roma. Sem esquecer, obviamente, que neste momento não tenho portátil, uso o da A. Vou tentar escrever mais :)

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Ora bem, em género de Update dos últimos dias:

- Fiz ontem o meu último exame, sou uma senhora licenciada;

- Amanhã vou para a Eslovénia, ter com a M.;

- Está um calorão em Itália que vocês nem imaginam;

- A minha bicicleta tem 5 raios partidos numa roda (seja lá isso o que for), tenho de fazer um esforço a triplicar para me mover;

- O meu portátil está doente e acho que não tenho muitas esperanças que recupere;

- Vi as season finale de "One Tree Hill", "The Vampire Diaries" e "90210" e só quero que chegue Setembro para ver no que aquilo vai dar. (Assim como Glee e Gossip Girl);

- Daqui a menos de um mês estou de volta a Portugal.

terça-feira, 25 de maio de 2010

sábado, 22 de maio de 2010

Se, por acaso, estiveram no Aeroporto Francisco Sá Carneiro no dia 12 de Maio e viram uma jovenzinha ser levada pela polícia...

... era eu! 

Há cerca de um ano, o meu amigo P. foi em missão para o Kosovo. Deu-me, para me lembrar sempre dele, uma munição (como se eu precisasse de alguma coisa para me lembrar dele!) "picada", ou seja, sem nenhum perigo. 
Andei sempre com aquilo no porta-moedas, um género de amuleto. Uma vez, deixei-a cair atrás do balcão de um bar e fui lá durante as semanas seguintes perguntar ao dono se a tinha encontrado, até que ele a encontrou.

Quando, em Janeiro, vim para Itália, trouxe outro porta-moedas e a munição não veio comigo. Agora, quando voltei, troquei o porta-moedas que tinha para o antigo, o que significa que a munição estava lá.

Estava a passar no controlo de segurança (com o meu pai do outro lado do vidro a dizer-me adeus), quando chega um polícia que me pede para pegar nas minhas coisas e o acompanhar. Estava toda a gente a olhar para mim, o meu pai pálido como uma parede e eu super descontraída. O senhor polícia pediu-me para retirar tudo da carteira e ficou muito decepcionado quando não encontrou nada. Perguntei-lhe o que procurava, ao que ele respondeu "Vimos uma munição..." 

Como seria de esperar, comecei logo a rir-me feita maluca e a explicar toda a situação ao senhor polícia (que foi muito simpático e compreensivo). Claro que não me livrei de ficar com os meus dados lá registados e de voltar sem a munição que o P. me deu, mas pelo menos não fiquei presa...

terça-feira, 18 de maio de 2010

Acabei de ver o último episódio da 3.ª série de Gossip Girl...

... e pergunto-me: Que raio foi aquilo?????



(sim, gosto bastante desta série...)

Já estou de volta a Itália...

... há uns dias, mas o meu portátil decidiu morrer, era o que mais me faltava...

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Por muito que eu goste de estar em Portugal...

... nuvenzinha, desaparece lá e deixa-me ir embora, tenho assuntos importantes para resolver em Itália!

quinta-feira, 6 de maio de 2010

O filme até pode nem ser nada de especial...

... mas só por se passar em "Verona, Italy", faz-me sorrir. Verona foi, até agora, a cidade italiana de que mais gostei:)

terça-feira, 4 de maio de 2010

Dia 1 - My favourite song


Sem dúvida, a música que mais gosto, de sempre! E como ilustra bem o meu estado de espírito de hoje...

domingo, 2 de maio de 2010

Dia da Mãe

Do que eu tenho mesmo pena é só conseguir chegar ao Porto amanhã e não dar um abraço apertadinho à minha mãe hoje. Mas, como diz o outro, Dia da Mãe é quando o Homem quer, por isso, amanhã lá estou eu a dar miminhos à melhor mãe do mundo. Amanhã, terça, quarta, quinta, sexta, sábado, domingo e segunda, que é quando volto.

sábado, 1 de maio de 2010

Nós e os gregos#4

Antes de responder ao desafio musical, venho só contar mais uma que se passou com os gregos, desta vez com a M.E., a última grega que conhecemos.

Ontem à noites estávamos cá em casa num jantar com as espanholas e ela. Ela perguntou-nos, assim do nada, se em Espanha e em Portugal havia pena de morte. Nós respondemos Claro que não há, e na Grécia também não, pois não? Ela, toda indignada, respondeu Não há, infelizmente, mas devia haver.
Desculpa?

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Mais um desafio, desta vez musical :)

Fui desafiada Mãeee pela para este desafio que já todos devem conhecer. Não vou passar a ninguém, quem quiser, já sabe :)


1 - Day 01 - Your favorite song (A tua canção favorita);

2 - Day 02 - Your least favorite song (A tua canção menos favorita);

3 - Day 03 - A song that makes you happy (Uma canção que te põe feliz);

4 - Day 04 - A song that makes you sad (Uma canção que te põe triste);

5 - Day 05 - A song that reminds you of someone (Uma canção que te lembra alguém);

6 - Day 06 - A song that reminds of you of somewhere (Uma canção que te lembra um lugar);

7 - Day 07 - A song that reminds you of a certain event (Uma canção que te lembra um determinado acontecimento);

8 - Day 08 - A song that you can dance to (Uma canção que te faz dançar);

9 - Day 09 - A song that makes you fall asleep (Uma canção que te faz adormecer);

10 - Day 10 - A song from your favorite band (Uma canção da tua banda favorita);

11 - Day 11 - A song that no one would expect you to love (Uma canção que ninguém esperaria que gostasses);

12 - Day 12 - A song that describes you (Uma canção que te descreve);

13 - Day 13 - A song from your favorite album (Uma canção do teu álbum favorito);

14 - Day 14 - A song that you listen to when you’re angry (Uma canção que ouves quando estás zangada);

15 - Day 15 - A song that you listen to when you’re happy (Uma canção que ouves quando estás feliz);

16 - Day 16 - A song that you listen to when you’re sad (Uma canção que ouves quando estás triste);

17 - Day 17 - A song that you want to play at your wedding (Uma canção que queres que toque no teu casamento);

18 - Day 18 - A song that you want to play at your funeral (Uma canção que queres que toque no teu funeral);

19 - Day 19 - A song that makes you laugh (Uma canção que te faz rir);

20 - Day 20 - Your favourite song at this time last year (A tua canção favorita deste último ano).

Duvido que consiga responder a tudo isto, mas vou tentar! :)

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Há três meses a viver em Itália...

(Clicar na imagem para aumentar)
...Já conheci todas estas cidades;

... Cada vez me convenço mais de que sou uma privilegiada por ter esta oportunidade;

... O meu inglês vai piorando à medida que o italiano melhora;

... Em cada grande cidade de Itália há uma grande loja da Disney;

... Em todas as cidades há ruas chamadas Via Cavour, Via Garibaldi ou Piazza del Duomo;

... Os gregos não são mesmo bons da cabeça;

... Os hostel foram uma grande descoberta;

... Andar de mochila às costas custa muito mais do que aquilo que eu imaginava;

... Pensar que ir de Erasmus é sinónimo de ter boas notas é um mito;

... Decidir ir ao Porto na próxima semana foi uma boa decisão.

De momento, não me ocorre mais nada para dizer, mas em três meses aqui aprendi mais do que em dois anos da faculdade no Porto, a vários níveis.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Na Toscana...

....vi tanta coisa que estudei durante anos....

David, Miguel Ângelo

Baptismo de Cristo, Leonardo da Vinci

A Anunciação, Leonardo da Vinci

A Adoração dos Magos, Leonardo da Vinci

Medusa, Caravaggio

Battista Sforza e Frederico da Montefeltro, Piero della Francesca

Primavera, Sandro Botticelli

Nascimento de Vénus, Sandro Botticelli

Vénus de Urbino, Ticiano

Piazza del Campo, Siena

Torre Inclinada de Pisa

Que dias, em Florença, Siena e Pisa! Mais tarde volto com as minhas fotos.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Depois de uma semana a estudar afincadamente História do Renascimento Italiano...

... fiz hoje o meu primeiro exame oral e tive um 30 (nota máxima por estes lados:D)

Até já vou mais feliz passar o fim-de-semana a Florença!

terça-feira, 20 de abril de 2010

Os italianos#5

Alguém se lembra de "O Juiz Decide" e o "Walker, o Ranger do Texas"? Que deram há anooos? Pronto, aqui em Itália dão.

domingo, 18 de abril de 2010

Itália é linda# 5 - Bologna

Bologna foi das primeiras cidades que visitei (a minha amiga A.F. está lá em Erasmus). É a cidade "grande" mais perto de Ravenna e é uma cidade muito bonita. Muitos estudantes Erasmus (só em Bologna estão tantos portugueses quantos eu pensei que estariam espalhados pelo mundo em intercâmbios) e é uma cidade mais suja e, a meu ver, mais perigosa. É uma cidade grande, pronto. Mas gostei muito, mesmo.
Casa da A. M. :)
Pasta
Comuna di Bologna
 
San Petronio

 
Due Torri (só se vê uma eheh)

 
Vista da cidade

Palácio ? (não me lembro do nome)
Kebab
  
Conservatório de Música de Bologna (eu e a A. não sabíamos onde ir e vimos um grupo de miúdos franceses com um guia Seguimos-los e fomos parar a um concerto gratuito no Conservatório eheh)
  
Bruschetta
 
Sala Borsa
  
Loja da Disney
  
Os saldos da Benetton (a loja estava assim, vazia!)
Esparguete muito peculiar

Museo Internazionale della Musica
Museo Internazionale della Musica
  
Museo Internazionale della Musica
  
Somewhere in Bologna

Palazzo Archiginasio

Um bocadinho de Portugal

Um convite de casamento português

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Por favor, escolham uma das seguintes opções

Duomo, Milão

a) Estão a fazer Erasmus em Itália, cheios de saudades dos vossos pais;

b) A vossa mãe tem um medo terrível em andar de avião, recusa-se. Conseguem convencê-la a ela, e ao pai, a vir ver a menina;

c) O avião sai mais de uma hora atrasado.

d) O pai perde o cartão do cidadão no aeroporto de Porto, só se apercebendo de tal facto já no autocarro de Malpensa para Milano Centrale;

e) Tentam ligar para a TAP, mas não atendem;

f) Vão à Polícia. Explicam-vos que as companhias italianas permitem embarcar com a carta de condução, mas que cada companhia tem as suas regras;

g) Ligam para o aeroporto do Porto, transferem a chamada para a TAP. "Não se preocupe, em princípio não há problema."

h) Vão à bilheteira comprar os bilhetes para Ravenna. Perguntam à senhora qual é o próximo comboio para Ravenna, dos mais baratos. "Daqui a cinco minutos". Perguntam se a linha é muito longe, se dá tempo para apanhar esse. A senhora não percebe a questão. Perguntam, então, depois desse, o próximo comboio para Ravenna, mas barato. "Não tenho a tarde toda. Se quiser alugue um carro". Com toda a conversa, acabam por comprar um bilhete que vos faz chegar a Ravenna quase à meia-noite. Assim, o primeiro dia em Itália já se foi.

i) Decidem ir visitar Veneza no Domingo, para os vossos pais conhecerem uma das mais famosas cidades de Itália. Quando saem de casa, está a chover. Chegam a Veneza, um sol radioso. Nada melhor do que andar com guarda-chuvas o dia todo. Além disso, a grande atracção, a Catedral de São Marcos está fechada, é Domingo. 

j) Preparam tudo para a partida, na terça-feira. Tentam fazer o check-in online. "O nome do passageiro não corresponde a número do bilhete electrónico". Tentam vinte vezes. Voltam a tentar. 

k) Ligam para a Tap. Gastam 10 euros em telemóvel, mas pelo menos ficam a conhecer a bonita música que toca do outro lado. "Está aqui registado, não se preocupe". "Já agora, o meu pai pode embarcar com a carta de condução?" "Sim, não tem problema".

l) Vão ver os horários do comboio. Percebem que têm de apanhar o das 5h45 da manhã, para não haver riscos de chegar atrasados. O voo é às 14h15, com este comboio chegam a Milão às 10h40.

m) Chegam a Milão à hora prevista. Partem para Malpensa, uma hora de viagem. Entregam a identificação do vosso pai e a menina diz "Não pode embarcar com este documento". Tentámos explicar a situação, a Tap disse-nos que era possível. Explicam-nos que o que a companhia devia ter feito era ter colocado uma nota junto a bilhete electrónico do meu pai, para que não houvesse problema. Faz uns telefonemas, mas deixa passar.Entregam as malas, fazem um bocado de tempo.

n) À hora, vão para a zona de revistar os passageiros. Despedem-se dos vossos pais, mais lágrimas. Estão cerca de 200 pessoas para 8 portas. 

o) Os vossos pais correm para a porta de embarque. Vocês estão na parte de cima, a chorar, porque eles vão embora. Recebem uma chamada do vosso pai "Não nos deixam entrar!". Percebem que ainda faltam uns minutos para a partida, mas não deixam os vossos pais entrar. 

p) Por sorte, têm uma amiga que trabalha numa agência de viagens. Ela diz-vos qual o próximo voo da Tap. Entretanto, percebem que há um da EasyJet, para Lisboa, mais cedo. Apanham o autocarro para o Terminal 2. Mais de 200 euros, sem bagagens. Ligam outra vez para a vossa amiga, que vos diz que a Tap tem um representante em Malpensa. Dá-nos o número. Ligam 2 vezes, gastam 5 euros e ninguém atende, só ouvem música. Voltam ao terminal 1. A vossa amiga aconselha-vos a tentar perceber o que compensa mais: mudar o voo ou comprar outro. Chegam ao balcão da Sea, representante da Tap, que vos diz que alterações de voo, só a Tap. Explicam que já ligaram e ninguém atendeu. "Pois, toda a gente se queixa disso. Eu vou dar-lhe o número de Portugal, mas o mais provável é não conseguir nada.".

q) Ligam para a Tap, em Portugal. Estão quase meia hora a ouvir música. Gastam 20 euros e a única coisa que vos dizem é o nome a que corresponde o número do bilhete electrónico. Entretanto, o vosso telemóvel vai abaixo, porque ficaram sem saldo e não têm como o carregar.

r) Vão ao balcão da Sea. 400 euros para os dois. Mais do que a viagem que compraram de ida e volta.

s) Falam outra vez com a vossa amiga, que cobra comissões mais baixas, 385 euros para os dois. Problema: não temos como fazer a transferência. Ligam ao vosso primo, que está a trabalhar, mas vai a correr ao banco e faz a transferência. Temos viagem.

t) Fazemos o check-in. "Não pode embarcar com esse documento, não é válido". Mostrámos os comprovativos do check-in da manhã, onde a outra colega tinha colocado uma nota a dizer "Doc ok". A menina percebe que tínhamos malas. Diz-nos para ir buscar as malas, ainda estão em Milão. Antes tinham-nos dito que tinham seguido para o Porto. Vão buscar as malas, nova despedida, beijinhos, choro, os pais vão.

u) O voo não é directo para o Porto. Há que fazer transbordo. Chegam a Lisboa, fazem tudo direitinho, seguem para o Porto.

v) Chegam ao Porto, ligam à filha: "Perderam as malas".

x) Vão fazer a reclamação ao balcão. "Caso apareçam, querem que vos levem as malas a casa ou vêm cá buscar?". Claro que querem que vão para casa, além de quererem fazer uma reclamação. "Querem por carta, email ou telefone?" Telefone? Para ficar sem dinheiro? Não, obrigada.

z) A vossa amiga A. foi ter convosco a Milão e ficou desde manhã até às 19h na estação à vossa espera, para irem para o Hostel

Posto isto, seja qual for a opção que escolherem, ficam a saber que nenhuma delas isolada é boa, mas todas juntas é demasiado mau. E aconteceram-me todas em menos de uma semana.